Sobre Nós | Entre em Contato | Cadastre sua Pousada/Hotel/Hostel | Dicas para Pousadeiros
Previsão de rajadas de vento de até 80Km/h adia operação na Ponte Hercílio Luz | Rota Santa Catarina



Previsão de rajadas de vento de até 80Km/h adia operação na Ponte Hercílio Luz

Publicado por Edson Ribeiro em: 06/10/2017 | Categoria: Notícias



Agende seu passeio em Florianópolis




A operação de transferência de 80% da carga da Ponte Hercílio Luz, que ia começar na noite desta sexta-feira (6), foi transferida para segunda-feira (9) devido a previsão de fortes rajadas de ventos que podem chegar até 80 km/h durante a madrugada em Florianópolis, informou a Defesa Civil de Santa Catarina.

 
A decisão foi tomada na manhã desta sexta durante uma reunião com a equipe técnica. Na segunda-feira será feita uma reunião, às 10h, com os envolvidos para verificar a possibilidade de iniciar o trabalho à noite.

 
“Temos que fazer essa operação com a certeza absoluta que será de forma segura. Prevaleceu o bom senso, que por unanimidade de todas as entidades envolvidas foi decidido que vai ser adiada essa etapa importante”, afirmou o presidente do Departamento Estadual de Infraestrutura (Deinfra), Vanderlei Agostini.




Transferência de carga

 
A transferência de 80% da carga da ponte é considerada pelo Deinfra a parte mais sensível da obra.
“Nós estamos seguros que vamos ter sucesso, mas há uma ansiedade, para superação desse desafio de engenharia. Acho que é a obra mais complexa do mundo neste momento”, afirma o governador Raimundo Colombo.

 
Durante o processo de transferência da carga, a ponte vai deixar de ser sustentada pelos cabos e pelas barras de olhal. Todo o peso deve ficar sobre uma estrutura provisória, construída embaixo da ponte.




“Os trabalhos de transferência serão realizados sempre à noite, para evitar influências térmicas. A programação é de que sejam necessárias quatro noites, não necessariamente consecutivas. Em cada uma, serão transferidos cerca de 20% de carga, até totalizar 100%”, afirma o governo.

 
Os macacos hidráulicos vão erguer os 80% da carga da ponte em cinquenta centímetros, que serão sustentados pelos novos calços.
Após essa transferência de carga, todas barras de olhal, que chegaram em junho a Florianópolis, poderão ser substituídas. O restante da obra deve levar oito meses: quatro para suspender a carga da ponte e retirar os velhos cabos de olhal e outros quatro meses para colocar as peças novas.

 

Fonte: www.g1.globo.com

 

Comments

comments