Sobre Nós | Entre em Contato | Cadastre sua Pousada/Hotel/Hostel | Dicas para Pousadeiros
Confira a lista das praias mais perigosas das regiões de Balneário Camboriú, Bombinhas e Itajaí | Rota Santa Catarina


Confira a lista das praias mais perigosas das regiões de Balneário Camboriú, Bombinhas e Itajaí

Publicado por Júnior Silva em: 28/09/2017 | Categoria: Roteiros e Dicas



Compartilhe
Share On Facebook
Share On Twitter
Share On Google Plus

O verão se aproxima, e se você não vê a hora de cair no mar em alguma praia da região de Bombinhas, Balneário Camboriú, Itajaí etc, é importante saber também que, além de belas, algumas dessas praias são consideradas perigosas, exigindo portanto uma série de cuidados.

 

O site www.diarinho.com.br ouviu o coronel Onir Mocelin, comandante geral do corpo de Bombeiros Militares da Santa & Bela, e elaborou essa lista das praias mais perigosas das regiões de Balneário Camboriú, Bombinhas e Itajaí:

 

Praia Brava
“Essa é uma praia exposta a ondulações de sudeste, sul e leste. Por isso, forma ondas grandes e tem muitas correntes de retorno perpendiculares”, afirma o coronel Onir Mocelin. Corrente de retorno é o que o povão costuma chamar de repuxo, que acaba arrastando o banhista desavisado mar adentro.
Por isso, não dá para brincar com a Brava. “Embora seja bem sinalizada e tenha muitos postos de guarda-vidas, é preciso ter um cuidado especial,” indica Mocelin.

 

Atalaia
Fica no começo do caminho de Cabeçudas, em Itajaí. O chefão dos bombeiros considera uma das mais perigosas da região. O problema dela, segundo o coronel, é que é uma praia voltada pro sudeste e tem o molhe e costões nas laterais. “Isso faz com que toda a água que entre, acabe saindo perpendicular à praia e, aí, forma três, às vezes até quatro, correntes de retorno (repuxo)”, explica, completando: “Aí o banhista é arrastado direto pro alto mar”.



Cabeçudas
“Cabeçudas é danada. A areia afunda rápido. Ela é o que a gente chama de praia refletiva, que tem areia mais grossa”, diz o coronel Mocelin.
O comandante dos bombeiros lembra que a única morte na região foi justamente naquela praia. “Foram três arrastados e dois foram resgatados. A terceira pessoa faleceu”, diz.

 

BC Central
A praia central de Balneário Camboriú é a mais frequentada de toda a região. “O problema dela é justamente o número de pessoas”, observa o coronel Mocelin. Mas, por lá, também há um outro risco. “O canto esquerdo [norte], entre os postos de guardas-vidas 1 e 3, a praia se expõe mais às ondulações e correntes fortes”, ressalta o chefão dos bombeiros. “Quanto mais para esse lado, mais agitado é o mar”, completa.

 

Navegantes
Navegantes tem praticamente uma praia só, já que a do Gravatá emenda com a central. “Ela é mais problemática por conta da extensão da praia”, ressalta o coronel Onir Mocelin. São cerca de 10 quilômetros de extensão. “Ela requer muito cuidado porque além de ser muito longa, as ondas quebram lá fora e formam muitos buracos. Ela é muito irregular”, alerta do coronel.



Vermelha
Fica na Penha. É praticamente uma praia agreste, mas tem uns dois botequinhos que costumam reunir a galera. Pro banho, é perigosa pra dedéu. “Entra uma ondulação muito forte e de vez em quando dá umas ocorrências mais bravas ali”, comenta o comandante. “Para
crianças e pessoas idosas ela é extremamente perigosa”, afirma.

 

Bombas
Não se engane, a praia de Bombas, em Bombinhas, é traiçoeira. “Por incrível que pareça, o maior número de salvamentos naquela cidade é nessa praia”, diz o coronel Onir Mocelin. “Ela engana, porque aparentemente não tem ondas muito grandes, mas abre muitas correntes de retorno no canto esquerdo [norte]”, explica.

 

Mariscal
Outra praia de Bombinhas que é pra lá de perigosa é a bela Mariscal. “Ela é uma praia muito exposta ao mar aberto e por isso também com bastante risco”, avalia o comandante dos bombeiros.
Como também é uma praia longa, dá mais trabalho pra monitorar. “É um pouco pior que a praia Brava, em Itajaí, quase como a de Navegantes”, diz o coronel.



#

 

Isso não significa que você deva evitar essas praias a todo custo, pois tomando os devidos cuidados (não entrando em locais demarcados com bandeiras vermelhas, e buscando ficar sempre próximo a um posto de salva vidas), você certamente não terá problemas. 🙂

 

Comments

comments



Hospedagem

Booking.com